Junho 08

Etiquetas

Mário Cláudio vence prémio dst com ‘Astronomia’

cb742ed8604ac6190855f8d578e91a15

O vencedor do Grande Prémio de Literatura dst, atribuído pela empresa Domingos da Silva Teixeira, é o romance Astronomia, de Mário Cláudio, escolhido unanimemente por um júri que incluiu Vítor Aguiar e Silva, José Manuel Mendes e Carlos Mendes de Sousa.

A nota do júri destaca a “invulgar qualidade narrativa” da obra, onde impera a harmonia “num tecido em que os tempos se estabelecem, dialogam e reconstituem”.

Com uma dotação monetária de 15 mil euros, o prémio é atribuído em anos alternados a obras de ficção e poesia. Astronomia sucede ao livro de poemas Bairro Ocidental, de Manuel Alegre, vencedor da edição de 2016.

 

Dividido em três partes – Nebulosa, Galáxia, Cosmos -, este é o romance da vida do Mário Cláudio, um livro sobre três fases da vida de um homem, que não por acaso é o próprio escritor.

Começamos com o «velho» que recorda a infância (a vida de um menino filho único e superprotegido, dos seus temores e fantasmas) e terminaremos com um «menino», que é muitas vezes aquilo que os velhos voltam a ser. Pelo meio, a zona mais densa, que conta a parte fulcral da vida de um homem, de jovem a maduro, desde a sua passagem pela guerra colonial, a universidade, a função pública, a escrita e o reconhecimento, até à descrição de factos polémicos e pessoais, que têm que ver sobretudo com o amor, a sexualidade e a forma como a cultura, com o passar do tempo, se tornou pouco mais do que um espectáculo (haverá muita gente – garanto – que se reconhecerá nestas páginas.)

 

 

via: https://www.publico.pt/2017/06/07/culturaipsilon/noticia/mario-claudio-vence-premio-dst-com-astronomia-1774935

 

Imagem: visão.pt