José Eduardo Agualusa vence o International Dublin Literary Award

4

O prémio distingue o escritor angolano e o seu romance Teoria Geral do Esquecimento.

O International DUBLIN Literary Award tem o valor de 100 mil euros, sendo o maior do género para uma obra de ficção publicada em Inglês.

Desde 1996 já distinguiu autores como Orhan Pamuk, Javier Marías, Michel Houellebecq, Colm Tóibin, Colum McCann, Jim Crace ou David Maalouf e Herta Müller.

Ao longo das suas 21 edições, esta é a nona vez que o vencedor é um livro traduzido, e a primeira que elege um livro originalmente escrito em português.

Os candidatos a este prémio são nomeados por bibliotecas públicas selecionadas em todo o mundo, tornando esta distinção única na sua cobertura e alcance.

Este ano, bibliotecas da Áustria, Bélgica, Brasil, Croácia, Dinamarca, Alemanha, Grécia, Irlanda, Polónia, Portugal, Rússia, Escócia, Suécia e Estados Unidos da América, participaram na selecção inicial, assim como na votação da shortlist de dez títulos, celebrando a excelência da literatura de hoje.

No caso de o livro vencedor ser uma tradução, o prémio monetário distingue o autor com 75 mil ? e o seu tradutor com os restantes 25 mil ?.

O prémio é patrocinado pelo Dublin City Council e este ano a shortlist incluía livros de José Eduardo Agualusa (Angola), Mia Couto (Moçambique), Anne Enright (Irlanda), Kim Leine (Dinamarca/Noruega), Valeria Luiselli (México), Viet Thanh Nguyen (Vietname/EUA), Chinelo Okparanta (Nigéria/EUA), Orhan Pamuk (Turquia), Robert Seethaler (Áustria), Hanya Yanagihara (EUA).

 

via: http://radiocomercial.iol.pt/noticias/70112/jose-eduardo-agualusa-vence-o-international-dublin-literary-award