Foram divulgados os finalistas do Prémio PEN Clube

GMT

Helder G. Cancela, Rui Nunes, Alexandre Andrade, Gonçalo M. Tavares e Ana Margarida de Carvalho são os finalistas do Prémio PEN Clube, na categoria da narrativa, anunciou esta terça-feira aquela organização de escritores.

H. G. Cancela, com As pessoas do drama, romance vencedor do Grande Prémio de Romance e Novela APE, e Ana Margarida de Carvalho, que é repetente na corrida a este prémio, desta vez com o livro de contos Pequenos delírios domésticos, ambos editados pela Relógio d’Água, competem este ano pelo prémio PEN Clube, relativo a obras publicadas em 2017.

Rui Nunes, com Baixo contínuo, um dos finalistas portugueses ao Prémio Oceanos, Alexandre Andrade e a sua Descrição Guerreira e Amorosa da Cidade de Lisboa, e o multipremiado Gonçalo M. Tavares, com o livro A Mulher-sem-cabeça e o Homem-do-mau-olhado, os dois primeiros da Relógio d’Água e este último da Bertrand Editora, finalizam a lista dos candidatos na categoria da narrativa.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

A lista de finalistas da 39.ª edição dos prémios PEN relativos a publicações com primeira edição no ano de 2017 inclui ainda as áreas de Poesia e Ensaio.

Os candidatos ao prémio para a poesia são os livros Ausência, de Eduardo Quina, editado pela Eufeme, Anatomia comparada dos animais selvagens, de António Cabrita, pela Coisas de Ler, Rua antes do céu, de José Luiz Tavares, editado pela Abysmo, Invius, de Diogo da Costa Ferreira, e Casa alta, da autoria de Paulo José Costa, ambos em edição de autor.

No que respeita à categoria de ensaio, Ana Luísa Amaral está na corrida ao prémio com Arder a Palavra e Outros Incêndios, da Relógio d’ Água, assim como Marcello Duarte Mathias, com Caminhos e Destinos, da Dom Quixote, e Maria Filomena Molder, com Dia Alegre, Dia Pensante, Dias Fatais, da Relógio d’ Água.

via Público