Os 10 melhores livros sobre ciência dos últimos 15 anos

claudia-587578-unsplashCarl Sagan, o famoso cientista (astrónomo, cosmólogo e astrofísico) e autor, que teria completado este mês 84 anos, conhecia a importância dos livros para a divulgação da ciência e a promoção do conhecimento. No seu livro Cosmos escreveu, aliás, uma das mais bonitas definições de livro:

“[Um livro] é feito de uma árvore. É um conjunto de partes lisas e flexíveis (que ainda se chamam folhas) impressas em caracteres de pigmentação escura. Dá-se uma vista de olhos e ouve-se a voz de outra pessoa – talvez alguém que já tenha morrido há milhares de anos. Através dos milénios, o autor está a falar, com clareza e em silêncio, dentro da nossa cabeça, directamente para nós. A escrita foi talvez a maior das invenções humanas, ligando as pessoas, cidadãos de épocas distantes que nunca se chegaram a conhecer. Os livros quebram as cadeias do tempo, provam que os seres humanos são capazes de exercer a magia.”

Partilhamos consigo 10 livros (considerados pela Business Insider como os mais relevantes dos últimos 15 anos), que continuam o legado deixado por Carl Sagan e tantos outros – o de tornar a ciência acessível a todos, através da magia dos livros.

 

1. The Singularity Is Near

Neste livro (ainda sem tradução para português) é examinada a evolução da união do humano à máquina. Essa união é a singularidade da nossa era, uma era na qual a nossa inteligência se tornará progressivamente menos biológica e cada vez mais poderosa. Neste novo mundo, não haverá uma distinção clara entre humano e máquina. Embora isto possa vir a ter consequências sociais e filosóficas profundas, bem como ameaças consideráveis, este livro mantém uma visão otimista do culminar de séculos de evolução tecnológica.

2. A Sexta Extinção

Nos últimos 500 milhões de anos, a Terra passou por cinco extinções em massa, nas quais a diversidade da vida no planeta se reduziu drástica e subitamente. Hoje, a comunidade científica monitoriza a Sexta Extinção, prevista como o evento mais devastador desde o impacto do asteróide que matou os dinossauros, há 65 milhões de anos. Mas, desta vez, o asteróide somos nós. Estamos a arruinar o planeta – e a grande velocidade. Pela primeira vez na história da Terra, uma extinção em massa está a ser provocada por uma única espécie: o Homem. A sexta extinção será o legado mais duradouro da humanidade. Neste livro, Elizabeth Kolbert traça a evolução das extinções no planeta e revela como o desaparecimento de várias espécies em todo o mundo está a destruir o equilíbrio dos sistemas naturais e a diversidade animal, colocando em perigo a vida na terra e a sobrevivência da humanidade.

3. Colapso

Por que razão determinadas sociedades colapsam e outras não? Que escolhas económicas, sociais e políticas devemos fazer para não virmos a conhecer o mesmo fim da civilização Maia? Com uma extraordinária erudição e originalidade, Jared Diamond, o prestigiado professor de Geografia da Universidade da Califórnia e vencedor de um prémio Pulitzer em 1998, interroga-se, neste seu brilhante livro, acerca dos sinais que podem evidenciar-nos que o fim de uma civilização se encontra próximo e de que modo, ao observá-los, podemos prevenir o seu colapso. De âmbito vasto, lúcido e escrito com vivacidade, Colapso é um dos livros essenciais da nossa época, ao colocar uma questão urgente: Como pode o mundo evitar a autodestruição?

 

4. O Iluminismo Agora

Considerado por Bill Gates como o seu livro preferido de sempre, esta obra apresenta-nos uma vasta panorâmica dos progressos da Humanidade. Estará o mundo a desmoronar-se? Estará obsoleto o ideal do progresso? Numa original avaliação da condição humana, no terceiro milénio, o autor estimula-nos a enjeitar as notícias alarmistas e as profecias da desgraça que influenciam a nossa visão do mundo. Pinker demonstra-nos que a vida, a saúde, a prosperidade, a segurança, a paz, o conhecimento e a felicidade estão em ascensão, não só no Ocidente, mas também à escala global. Este progresso não é o resultado de uma força cósmica. É uma herança do Iluminismo: a convicção de que a razão e a ciência impulsionam o florescimento humano. Longe de ser uma esperança vã, sabemo-lo agora, o Iluminismo funcionou realmente. E agora, mais do que nunca, é necessário que o defendamos com vigor. com grande profundidade intelectual e uma escrita excecional, esta obra defende a razão, a ciência e o humanismo – os ideais de que precisamos para enfrentar os problemas dos nossos dias e dar continuidade ao progresso.

5. Sapiens – História Breve da Humanidade

Recorrendo a ideias da paleontologia, antropologia e sociologia, Yuval Noah Harari analisa os principais saltos evolutivos da humanidade, desde as espécies humanas que coexistiam na Idade da Pedra até às revoluções tecnológicas e políticas do século XXI — que nos transformaram em deuses, capazes de criar e de destruir. Esta é uma obra desafiadora, desconcertante e inteligente, uma perspetiva única e original sobre a nossa História e o impacto do ser humano no planeta.

6. Energy And Civilization

Ainda sem tradução para português, Energy and Civilization apresenta uma análise extensiva de como a energia moldou a sociedade ao longo dos tempos: desde as comunidades pré-agrícolas até à sociedade dependente de combustíveis fósseis como hoje a conhecemos. Os humanos são a única espécie que consegue criar energia para além da produzida pelo seu próprio corpo, a partir do uso do seu intelecto e diversos artefactos. Esta transição para a sociedade dependente de recursos fósseis afectou tudo: a agricultura, a indústria, os transportes, as armas, a comunicação, a economia, o urbanismo, a qualidade de vida, a política e o ambiente. Neste livro, Smil reflecte acerca das consequências dessa evolução.

 

7.  Astrofísica para Gente com Pressa

Da autoria do mais famoso dos astrofísicos actuais, este livro contém o essencial sobre o Universo. Qual é a natureza do espaço e do tempo? Como é que nos encaixamos no Universo? E como é que o Universo se encaixa em nós? Para responder a estas questões não há melhor guia do que Tyson. A verdade é que, nos dias que correm, poucos têm tempo para contemplar o Cosmos, e neste livro Tyson trá-lo até ao leitor de uma forma breve e clara, com uma inteligência cintilante, em curtos capítulos que se podem ler a qualquer hora e em qualquer lugar, ao longo do seu dia agitado. Enquanto espera pelo café, pelo autocarro, pelo comboio ou pelo avião, Astrofísica para Gente com Pressa revelar-lhe-á tudo o que precisa para compreender os próximos títulos da imprensa sobre o Cosmos: do Big Bang aos buracos negros, dos quarks à teoria quântica, e da procura de exoplanetas à busca de vida no Universo.

8. The Soul Of An Octopus

Os polvos são conhecidos por, quando em cativeiro, identificarem individualmente os seus tratadores, atacarem tanques de água vizinhos para arranjarem alimento, apagarem lâmpadas elétricas com jatos de água, entupirem escoadouros e fazerem fugas audaciosas. Neste livro, ainda sem tradução para português, o autor oferece-nos uma exploração surpreendente da inteligência e da personalidade de uma das criaturas marinhas mais intrigantes e misteriosas.

9. 1491 – New Revelations Of The Americas Before Columbus

Neste livro, ainda sem tradução para português, Charles C. Mann apresenta um estudo inovador que altera radicalmente a forma como pensamos sobre a América antes da chegada dos Europeus em 1492. Este é um livro que o irá fazer repensar tudo o que aprendeu nas aulas de História sobre este grande continente, chegando a conclusões nunca antes reveladas.

10. O Imperador de Todos os Males

Em O Imperador de Todos os Males, Siddhartha Mukherjee, médico, investigador e autor premiado de obras de caráter científico, examina o cancro com a precisão de um biólogo dedicado ao estudo das células, com a perspetiva de um historiador e com a paixão de um biógrafo. O resultado é uma crónica espantosamente lúcida e eloquente, sobre uma doença com que os seres humanos têm convivido – e de que têm morrido – desde há mais de cinco mil anos. A história do cancro é a história não só da perseverança, da resistência e do engenho, mas também do atrevimento, da arrogância e dos equívocos humanos.

 

Consulte a seleção completa:

 

Este slideshow necessita de JavaScript.