Estes são os 13 candidatos ao Man Booker International Prize 2019

 

No passado dia 13 de março, foi a anunciada a longlist com os 13 candidatos ao Man Booker International Prize 2019, um prémio que “celebra os melhores trabalhos de ficção traduzida no mundo”, e que é atribuído a um único livro, traduzido para inglês e publicado no Reino Unido e Irlanda.

Entre os 13 nomeados, destaca-se a presença de Juan Gabriel Vásquez, vencedor do Prémio Casino da Póvoa em 2018, e a escritora polaca Olga Tokarczuk, novamente nomeada, depois de ter ganho o Man Booker International do ano passado, com “Flights“. A lista de 2019 representa, para Maureen Freely, “formas diferentes de pensar, mais interessantes do que as minhas, ou que fazem com que seja mais flexível”, realçando também o poder da literatura traduzida, uma que “atropela, agita, desafia e inspira a minha própria noção daquilo que achava ser possível na ficção“.

shortlist, composta por seis romances, será anunciada a 9 de abril. O grande vencedor será conhecido no dia 21 de maio, tendo assegurado um prémio no valor de 50 mil libras (58 mil euros), dividido entre autor e tradutor, e que reforça novamente a importância dada à ficção traduzida para língua inglesa (via Observador).

 

 

Man Booker International Prize 2019 – Longlist

  • Celestial Bodies, de Jokha Alharthi (Omã). Traduzido por Marilyn Booth (Sandstone Press);
  • Love In The New Millennium, de Can Xue (China). Traduzido por Annelise Finegan Wasmoen (Yale University Press);
  • The Years, de Annie Ernau (França). Traduzido por Alison L. Strayer (Fitzcarraldo Editions);
  • At Dusk, de Hwang Sok-yong (Coreia do Sul). Traduzido por Sora Kim-Russell (Scribe);
  • Jokes For The Gunmen, de Mazen Maarouf (Palestina). Traduzido por Jonathan Wright (Portobello Books);
  • Four Soldiers, de Hubert Mingarelli (França). Traduzido por Sam Taylor (Portobello Books);
  • The Pine Islands, de Marion Poschmann (Alemanha). Traduzido por Jen Calleja (Serpent’s Tail);
  • Mouthful Of Birds, de Samanta Schweblin (Argentina). Traduzido por Megan McDowell (Oneworld);
  • The Faculty Of Dreams, de Sara Stridsberg (Suécia). Traduzido por Deborah Bragan-Turner (MacLehose Press);
  • Drive Your Plow Over The Bones Of The Dead, de Olga Tokarczuk (Polónia). Traduzido por Antonia Lloyd-Jones (Fitzcarraldo Editions);
  • The Shape Of The Ruins, de Juan Gabriel Vásquez (Colômbia). Traduzido por Anne McLean (MacLehose Press);
  • The Death Of Murat Idrissi, de Tommy Wieringa (Holanda). Traduzido por Sam Garrett (Scribe);
  • The Remainder, de Alia Trabucco Zeran (Chile). Traduzido por Sophie Hughes (And Other Stories).