Vamos ao teatro?

DIA MUNDIAL DO TEATRO

 

O teatro é das formas de arte mais antigas da história da humanidade. Em 1961, o Instituto Internacional do Teatro instituiu o Dia Mundial do Teatro, que passou a celebrar-se a 27 de março.

Vamos ao teatro? As pancadas de Molière anunciam-nos o início do espectáculo. Sente-se no seu lugar e aprecie as nossas 10 sugestões de peças em cartaz, disponíveis até ao final do mês de março.

 

Beckett.jpg

1. À Espera de Beckett ou Quaquaquaqua

Sinopse: Em 1959, “À Espera de Godot”, de Beckett, estreou em Portugal com encenação de Francisco Ribeiro. O país estava na ressaca das eleições de Humberto Delgado. Em 1969, Ribeirinho voltou a montar a peça, já depois da queda de Salazar. Nesse mesmo ano, Beckett tinha estado em Portugal. De férias em Cascais, tentando ler os jornais portugueses, terá Beckett sabido que em Lisboa se ensaiava a sua peça? Como reagiriam os actores se soubesse que Beckett vinha? E como reagiria Beckett ao ver a sua personagem Gogo feita pelo mesmo actor de “Chico Mega”, de “O Pai Tirano”, ou de “O Pátio das Cantigas”?

Em “À Espera de Beckett ou Quaquaquaqua” imaginamos estas e outras possibilidades. O espectáculo é uma viagem pelo imaginário colectivo, onde se cruzam as lembranças de personagens de teatro com os factos da história de um país. A partir de uma sala de ensaios ficcional, que atravessa três décadas, pomos em cena a necessidade de seguir o guião ou de romper com ele de vez.

Data: 27/03

Local: Teatro de Vila Real, Vila Real

Preço: 5,00€

Comprar: Ticketline

 

frei_luis_de_sousa_©filipe_ferreira_30__16154325135c742e3e93ba6.jpg

2. Frei Luís de Sousa

Sinopse: Referência fundamental do cânone português, Frei Luís de Sousa”, de Almeida Garrett, apresenta-se na casa que este fundou para o Teatro Nacional, e na sala que leva o seu nome. O ator e encenador Miguel Loureiro confronta-se com este clássico da nossa dramaturgia: “Como pode um ‘homem de teatro’ português desenvolver a sua poética de cena sem se ver confrontado com um momento-mor do que foi, e ainda é, considerado um dos monumentos teatrais do romantismo e mesmo de todo o teatro escrito em Portugal?

Data: 27/03

Local: Teatro D. Maria II, Lisboa

Preço: Grátis mediante o levantamento de bilhetes, na Bilheteira do Teatro D. Maria II, a partir das 13h. Limite de 2 bilhetes por pessoa, sujeito à lotação disponível. Para este dia, não se aceitam reservas de lugares.

 

image.jpg

3. A Mentira

Sinopse: Uma peça de Florian Zeller com encenação de João Lourenço.

Joana e Miguel convidaram Patrícia e Paulo para jantar, mas Joana viu Paulo a beijar outra mulher nessa mesma tarde, o que a coloca perante um dilema: será que deve dizer à amiga o que acabou de ver ou não? Miguel considera que é melhor comportarem-se como se nada tivesse acontecido, mas Joana não tem tanta certeza. Será que Miguel faz a apologia da mentira apenas para defender o amigo? Ou será que também ele tem coisas a esconder? Ou estará Joana a pô-lo à prova para dissimular as suas próprias inverdades?

Mostrando as inseguranças que perpassam os sentimentos amorosos, “A Mentira” (em inglês “The Lie”), de Florian Zeller, desmascara com humor os pactos estabelecidos entre os casais e questiona se as regras dos seus jogos serão realmente intrínsecas ao regular funcionamento da sociedade.

Data: 27/03 a 14/04

Local: Teatro Aberto, Lisboa

Preço: 17€

Comprar: Bilheteira Online

 

Veneno_755x470.jpg

4. Veneno (Festival END)

Sinopse: Veneno é um texto centrado na ideia da decadência da família no contexto suburbano. Se a família é o paradigma ancestral daquilo que deve ser um governo, ambos manifestam, atualmente, a ideia de crise. A narrativa foca-se nas circunstâncias, e consequências trágicas, de um pai recentemente desempregado e falido que decide sequestrar os três filhos depois de assassinar a mulher e o seu amante. O pai e os filhos convivem num espaço exíguo e em condições precárias. Todo o discurso do pai é construído em torno da incapacidade de aceitação do real, tornando o seu discurso num delírio verosímil sobre a sociedade, a família, a política, e também sobre o amor, a falência do mundo interior e exterior. O pai exerce poder e violência através da linguagem e os filhos expressam-se por intermédio do canto lírico. Acontecem, assim, dois universos diferentes e incomunicáveis: o do subúrbio e o da aristocracia. Reúne características simultaneamente horríficas, cómicas e abjetas, mostrando o homem na sua expressão mais grotesca entre o horror e o humor.

Data: 27/03

Local: Teatro Académico Gil Vicente, Coimbra

Preço: 5€

Comprar: Bilheteira Online

 

OUT2016_29-331892_650x447.jpg

5. GOD

Sinopse: Com um extraordinário sentido de humor, a comédia que fez furor na Broadway em 2015 e em Portugal em 2016, regressa a Lisboa no início de 2019.

Deus, através de Joaquim Monchique, volta a descer à Terra para que o público O possa ver e ouvir e para anunciar o estado das coisas na terra. Chegou, pois, a hora de Deus e os seus dois anjos, Miguel e Gabriel, tentarem mudar o rumo da humanidade e tornarem a vida terrena mais aprazível. Escrita por David Javerbaum, (vencedor de 13 Emmys e 2 Grammys) um dos escritores de eleição de Jon Stewart no “The Daily Show”, GOD (“A Memoir by God”, em inglês) responde às questões existenciais que têm atormentado os homens desde a Criação.

Data: 28/03 a 14/04

Local: Teatro Villaret, Lisboa

Preço: 16,88€

Comprar: Ticketline

 

493cd3b00c31ef469e04e57ce7de9655c62be259-highlight.jpg

6. Monólogos da Vagina

Sinopse: Os “Monólogos da Vagina”, são compostos por vários pequenos textos/monólogos, baseados na obra de Eve Ensler. Cada um deles lida com a experiência feminina, abordando assuntos como sexo, prostituição, imagem corporal, amor, estupro, menstruação, mutilação genital feminina, masturbação, nascimento, orgasmo, os vários nomes comuns para a vagina ou simplesmente como uma parte física do corpo feminino. Um tema recorrente em toda a peça é a vagina como uma ferramenta de capacitação feminina e a personificação máxima da individualidade.

Data: 27/03 a 1/06

Local: Teatro Armando Cortez (Casa do Artista), Lisboa

Preço: 17€ a 20€

Comprar: Ticketline

 

54258018_1562431300561068_7785093076900380672_o.jpg

7. O Principezinho: Um Musical para Plateia e Marionetas

Sinopse: Através de um musical, originalmente escrito para a população escolar e pré-escolar por Jorge Salgueiro, as nossas crianças vão poder mergulhar no mundo de “O Principezinho” de uma outra forma e torná-lo também parte do seu universo. São 29 peças que este teatro nos apresentará, tal como os capítulos do livro original. O texto será essencialmente cantado. Por nós, na plateia, por algumas marionetas e por cantores profissionais. E por falar em cantores, teremos em palco todos os tipos de vozes, para aprendermos a distingui-las e classificá-las pela sua composição.

Data: 29/03

Local: Europarque, Santa Maria da Feira

Preço: 12,50€

Comprar: Bilheteira Online

 

image (1).jpg

8. Gonçalo M. Tavares e os Espacialistas: os Animais e o Dinheiro

Sinopse: Gonçalo M. Tavares e Os Espacialistas propõem-se criar um Laboratório de Formas de Sentir Acima da Média, a partir do tema: Os Animais e o Dinheiro. Um espaço efémero para a Arte Direta, de consciencialização e revelação prática das potencialidades artísticas do quotidiano humano; de diálogo como obra de arte; de divulgação e aprendizagem de estratégias de criatividade individual e coletiva para uma vida humana melhor. É um encontro inesperado que resulta numa ação de improviso e de antecipação da vida. Para existir e ser comunicada facilmente precisa de ser memorizada, pensada, tocada, contada, desenhada, escrita ou fotografada e assim integrada no ciclo natural do corpo humano perdido. É a aplicação direta daquilo que somos em cada mo(vi)mento da nossa vida.

Gonçalo M. Tavares publica desde 2001 em diferentes géneros literários, estando as suas obras traduzidas para 36 línguas. Com Os Espacialistas, fez o livro “Atlas do Corpo e da Imaginação”Os Espacialistas é um projeto laboratorial de investigação teórica e prática das ligações entre Arte e Arquitetura com início de atividade em 2008. Substituem o lápis pela máquina fotográfica, enquanto dispositivo de desenho, de pensamento, de perceção e de diagnóstico do espaço natural e construído.

Data: 30/03

Local: Teatro Municipal Rivoli, Porto

Preço: 5€

Comprar: Bilheteira Online

 

IMG_1394.jpg

9. Ver a Odisseia para Chegar a Ítaca

Sinopse: Um espectáculo que parte do clássico grego “A Odisseia” para contar as aventuras de Ulisses de uma forma lúdica e divertida. Partimos do original de Homero para recuperar as antigas tradições das histórias contadas e narradas com o corpo todo. Assim, com a palavra e com o movimento, reconstruímos esta viagem clássica que acompanha o nosso herói de regresso a Ítaca e à sua Penélope, e conhecemos algumas das personagens mais marcantes da história da mitologia para compreender que parte de nós pode ainda viajar nesse mar antigo. O espectáculo conta com a participação activa do público que será convidado a colaborar, ora narrando e comentando, ora fazendo a banda sonora. Pretendemos assim fazer a viagem juntos porque nas mesmas palavras de Homero: “leve é a tarefa quando muitos dividem o trabalho”.

Data: 30/03

Local: Teatro de Vila Real, Vila Real

Preço: 3€

Comprar: Ticketline

 

24176976_1517253575017928_6564405755019850574_n.jpg

10. Porta com Porta

Sinopse: Rute, uma mulher independente com cerca de 40 anos, resolve comprar um apartamento novo num edifício de prestígio. Mas, na euforia de conseguir mais um passo na sua independência, acontece algo que não estava planeado e que ela não vai conseguir controlar… Tony. O proprietário que vai ocupar o apartamento do lado, Porta com Porta. De facto, Tony, com cerca de 55 anos, está muito longe de ser o vizinho ideal para Rute… E os problemas acontecem logo no primeiro encontro.

Data: 30/03

Local: Auditório Ramo Grande, Ilha Terceira (Açores)

Preço: 10€

Comprar: Ticketline

 

 

Desligue o telemóvel. Bom espectáculo.