Os livros que acabaram de chegar

livros_novidades_bertrand

Estas são algumas das novidades que acabaram de chegar às nossas livrarias.

18 de junho
Feminismo para os 99% - Um Manifesto, de Cinzia Arruza, Nancy Fraser e Tithi Bhattacharya

Originalmente publicado no dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, esta é uma obra escrita por três das principais organizadoras da Greve Internacional de Mulheres e pretende tornar-se num livro de referência para a luta pela igualdade de género.

Porque as mulheres estão na linha da frente dos efeitos devastadores das alterações climáticas, da austeridade, da gentrificação, da exploração laboral, da exaustão de recursos, da financeirização e da privatização das infraestruturas sociais, este é um manifesto em defesa das vidas dos 99%: um manifesto feminista. 

Cinzia AzzurraTithi Bhattacharya e Nancy Fraser, as autoras do livro, têm um um fundo académico que as terá ajudado a contextualizar e a antecipar a obra. Mais do que um livro panfletário e de causas, trata-se de uma reflexão teórica sobre os tempos e o papel do feminismo na sua mudança. 

O Carrasco, de Daniel Cole

Depois do sucesso de Boneca de Trapos, chega finalmente, às livrarias portuguesas, a continuação da história marcante da inspectora-chefe Emily Baxter. O Carrasco é um thriller vertiginoso onde o assassinato é uma obra de arte.

Passaram-se dezoito meses, mas as cicatrizes deixadas pelos assassínios da “Boneca de Trapos” ainda não sararam. Baxter é convocada para uma reunião com dois agentes americanos, que lhe mostram fotografias do mais recente homicídio: um cadáver contorcido numa posição familiar, pendurado na ponte de Brooklyn, com a palavra isco esculpida no peito. Ao visitar outro local do crime, descobre a mesma palavra esculpida no peito da vítima e, no peito do assassino, também morto, a palavra fantoche.

Falta descobrir a quem se destina o isco e como são escolhidos os fantoches, mas acima de tudo, quem está a puxar as cordas.

18 de junho

A maioria dos escritores apontam as suas maiores influências como sendo literárias. Daniel Cole, por seu lado, admite que a grande inspiração para as suas obras veio de filmes e séries de televisão como SE7EN.

18 de junho
A Maldição de Afonso II, de Maria Antonieta Costa

Nas palavras da autora, Maria Antonieta Costa, este romance centra-se no rei D. Afonso II, “um monarca muito especial e a quem a nossa História deu, e tem dado, pouco relevo”.

Neto de D. Afonso Henriques e filho de D. Sancho I, Afonso II teve um reinado curto e conturbado. Enfrenta uma maldição, o adultério da rainha, a traição dos irmãos e a excomunhão como corolário da luta contra os abusos do poder espiritual. Para a história ficou o seu aspecto corpulento e a conquista de Alcácer do Sal. Mas quem era este monarca e qual foi o seu legado?

Afinal, qual foi a importância do reinado de D. Afonso II? Que segredos permanecem por desvendar? Qual o verdadeiro carácter do rei? Partindo das principais fontes históricas, este romance projeta uma nova imagem do monarca, destacando um carácter simultaneamente sensível e feroz, o invulgar talento como legislador, trazendo ainda à superfície aquela que poderá ter sido a única e verdadeira limitação do rei: a lepra, o estigma maldito, deliberadamente oculto ao longo dos séculos.

A Nossa Casa Está a Arder, de Greta Thunberg

Greta Thunberg falou claro quando discursou para os líderes mundiais e iniciou a sua luta contra as alterações climáticas, defendendo que “ninguém é demasiado pequeno para fazer a diferença”.

A Nossa Casa Está a Arder é a história de Greta, dos seus pais e de Beata, sua irmã, que, como ela, sofre de perturbações do espetro autista. É o relato de como uma família sueca decidiu confrontar -se com uma crise iminente que afeta o nosso planeta.

É uma tomada de consciência de que é urgente agir agora, quando nove milhões de pessoas morrem anualmente por causa da poluição. É um “grito de socorro” de uma rapariga que convenceu a própria família a mudar de vida e que agora procura convencer o mundo inteiro a fazer o mesmo.

“Quero que entrem em pânico. Quero que ajam como se a nossa casa estivesse a arder. Porque está.”

19 de junho

“A greve à escola pelo clima” levada a cabo por Greta Thunberg em frente do Parlamento Sueco tornou-se uma mensagem global que inspirou centenas de milhares de jovens de todo o mundo a seguir o seu exemplo no âmbito dos #fridaysforfuture

19 de junho

Um thriller que já foi elogiado por Stephen King e já tem, inclusive, uma série de televisão da Netflix. Veja o trailer aqui.

Tu, de Caroline Kepnes

Uma jovem atraente e aspirante a escritora entra na livraria, em East Village, onde Joe Goldberg trabalha. O seu interesse imediato por esta mulher leva-o a pesquisar no Google o nome que consta no cartão de crédito que ela usa para pagar. Trata-se de Guinevere Beck, e Joe constata que na cidade de Nova Iorque há apenas uma pessoa com aquele nome. 

Guinevere utiliza incessantemente as redes sociais, o que permite a Joe ir descobrindo os detalhes mais íntimos da vida dela: é simplesmente Beck para os amigos, frequentou a Brown University, mora na Bank Street, nessa noite irá a um bar em Brooklyn – o lugar perfeito para um encontro casual. 

À medida que Joe vai controlando a vida de Beck, de forma obsessiva e sem que ninguém se aperceba, vai removendo os obstáculos que se interpõem entre ambos e faz tudo para que ela caia nos seus braços – mesmo que isso implique matar. 

Ficou curioso?

Conheça estas e outras novidades, com 10% de desconto, na nossa livraria online. Boas leituras!