Os livros que acabaram de chegar

livros_novidades_bertrand

Estas são algumas das novidades que acabaram de chegar às nossas livrarias.

19 de agosto
Casas de Vidro, de Louise Penny

As investigações do inspetor-chefe Armand Gamache já deram origem a mais de dez livros, como O Mais Cruel dos Meses e A Estátua Assassina. O mais recente título da coleção policial de Louise Penny, traduzido em português, Casas de Vidro, leva o leitor à povoação de Three Pines, onde aparece uma figura misteriosa que causa desconforto e alarme a quem a vê. 

Quando é descoberto um cadáver e essa figura suspeita desaparece, cabe a Gamache investigar o que aconteceu e fazer a ligação necessária para que se apanhe o culpado. Nos primeiros dias do inquérito, e meses mais tarde quando o processo de acusação começa, o inspetor-chefe tem de enfrentar as consequências das suas decisões e ações.

De acordo com o The Washington Post, ninguém mais escreve como Penny. “É preciso coragem e habilidade – assim como coração – para escrever mistérios como este”, de tal forma que o resto que nos rodeia é apenas barulho em comparação com a história, viciante, de Armand Gamache. 

Enzo — A Vida de um Campeão, de Garth Stein

Para os fãs de obras como Juntos para Sempre, chega agora a história de Enzo, o cão especial de Denny Swift e da sua família. Diferente de todos os outros animais, Enzo pensa e sente de uma forma quase humana, aprendendo tudo, desde ver televisão ou ouvir com muita atenção as palavras do seu dono, um promissor piloto de carros de corrida. Através de Denny, Enzo percebe que a corrida é uma metáfora e que se se aplicar as técnicas que um piloto utilizaria na pista, poderá ter-se êxito a enfrentar as provações da vida.

O autor, Garth Stein, baseou-se em várias experiências para escrever este romance: “A ideia de um cão como narrador surgiu a partir de uma sessão de poesia de Billy Collins, e as corridas, da minha própria experiência, enquanto piloto de carros desportivos”, explica. “É como uma sopa, onde juntamos tudo e mais alguma coisa e esperamos que, no final, o resultado seja saboroso mas sem identificar propriamente os ingredientes. É assim que escrevemos um livro”

Enzo — A Vida de um Campeão é o testemunho da vida de um homem, narrado pelo seu cão. Mas também é um testemunho de Enzo. A sua mudez forçada apenas refina a sua capacidade de ouvir e permite que entenda muitas das matizes da vida que são desperdiçadas pela maioria dos humanos. Com humor, observação aguçada e um coração corajoso, Enzo conduz o leitor para uma conclusão agridoce: não há limites para o que podemos alcançar, se realmente sabemos onde queremos estar.

20 de agosto

A 29 de agosto, o cinema português irá receber a adaptação cinematográfica da obra de Garth SteinThe Art of Racing in the Rain. Com atores como Milo Ventimiglia e Amanda Seyfried, este é um filme a não perder. Veja o trailer aqui

21 de agosto
O Rapto de Edgardo Mortara, de David I. Kertzer

Em 2014, David I. Kertzer ganhou o Pulitzer Prize para Biografias ou Autobiografias com a obra O Papa e Mussolini, que relata a ligação inconfundível entre Pio XI e o político fascista italiano. Agora traduzido para português, chega O Rapto de Edgardo Mortara, um thriller histórico que volta a colocar o historiador e autor em destaque ao narrar o episódio marcante de um menino judeu raptado pelo Vaticano, em 1858. 

Momolo Mortara, comerciante judeu, recebe em sua casa dois oficiais, a mando da Inquisição. Levam Edgardo, seu filho, com apenas seis anos de idade, baptizado em segredo por uma criada da família e, segundo a lei dos estados pontifícios, proibido de viver com a sua família judaica, uma vez que passara a ser católico.

É desta forma que Kertzer inicia o relato, demonstrando como o rapto desta criança esteve na origem do colapso do Vaticano, enquanto poder secular. O escritor retrata a angústia de uma família de modestos comerciantes, o ritmo da vida quotidiana no gueto judeu de Bolonha e explora também a emergência da Itália como um estado moderno e nacional. 

A obra está a ser adaptada ao cinema por Steven Spielberg, ainda sem data prevista para estreia. 

Caro Evan Hansen, de Val Emmich, Benj Pasek, Steven Levenson e Justin Paul

Quando uma carta, que ninguém deveria ter visto, aproxima Evan Hansen de uma família em sofrimento pela perda do filho, este depara-se com a oportunidade de uma vida: o desfrutar do sentimento de pertença. Evan Hansen tem apenas de fingir que Connor Murphy, um rapaz perturbado que frequentava a mesma escola, era o seu grande amigo secreto. De um momento para o outro, Evan deixa de ser invisível – até mesmo para a rapariga dos seus sonhos. 

Os pais de Connor acolhem-no, desesperados para, através dele, saberem mais sobre a existência enigmática do seu recém-falecido filho. À medida que Evan se embrenha na espiral de revolta, arrependimento e confusão da família Murphy, ele tem consciência de que o que está a fazer não é correto. Mas se está a ajudá-los, o que terá isso de errado? 

Uma pequena mentira leva a verdades complexas, nesta emocionante narrativa sobre sofrimento, autenticidade e capacidade de luta, para usufruir do sentimento de pertença, numa idade de ligações efémeras e isolamento profundo. 

21 de agosto

Val Emmich, autor de Uma Canção Nunca se Esquece, adaptou Caro Evan Hansen a partir do musical com o mesmo nome, um dos maiores êxitos em cena na Broadway. Ouça a banda sonora do espetáculo aqui

22 de agosto

Stieg Larsson — Os Arquivos Secretos foi publicado em junho deste ano, um livro que junta os trabalhos de investigação de Larsson e Jan Stocklassa sobre o homicídio do primeiro-ministro sueco Olof Palme.

A Rapariga que Viveu Duas Vezes, de David Lagercrantz

A aclamada saga Millenium sobreviveu à morte do seu progenitor. Stieg Larsson escreveu a trilogia e partiu ainda antes de ser publicada e David Lagercrantz pegou na difícil tarefa de seguir as pisadas do autor sueco e continuar a escrever os três volumes seguintes. Agora chega finalmente às livrarias portuguesas o sexto título da série, A Rapariga que Viveu Duas Vezes

O livro combina escândalos políticos e jogos de poder com novas tecnologias, genética, expedições dramáticas ao cume do Evereste, e “fábricas” de trolls que criam e difundem notícias falsas, responsáveis por influenciar resultados de eleições ou denegrir a imagem de proeminentes figuras públicas.

A protagonista, Lisbeth Salander, como sempre, não olha a meios nem recorre a métodos convencionais na defesa dos seus princípios. Mas, segundo o Diário de Notícias, Mikael Blomkvist não desaparece neste sexto volume, mesmo com a rivalidade de protagonismo que os autores suecos nunca conseguiram retirar à figura feminina que se tornou um elemento principal em toda a saga.

Ficou curioso?

Conheça estas e outras novidades, com 10% de desconto, na nossa livraria online. Boas leituras!