Os livros que acabaram de chegar

livros_novidades_bertrand

Estas são algumas das novidades que acabaram de chegar às nossas livrarias.

27 de agosto
Jorge Amado, Uma Biografia

Jorge Amado faria 107 no passado dia 10 de agosto. No nosso blogue relembramos aquele que, no fundo, só queria ser escritor e homem. 

Jorge Amado: Uma Biografia, de Joselia Aguiar

Com acesso exclusivo a documentos de família e cartas de parentes, amigos e outros escritores, além de exaustivas entrevistas e pesquisas no Brasil, na Europa e nos Estados Unidos, Joselia Aguiar volta a traçar a história de um dos mais populares escritores do século XX. 

A historiadora teve acesso a documentos familiares e correspondência com amigos e outros escritores, baseando-se também em “exaustivas entrevistas e pesquisas” no país de origem, “na Europa e nos Estados Unidos” (via Público).

Um homem que, saído da Bahia, se tornou cidadão do mundo, amigo de personalidades como Sartre e Saramago e que acabou traduzido para dezenas de idiomas. Autor de clássicos da literatura que apaixonaram também muitas gerações de leitores portugueses, como Capitães da Areia e Gabriela, Cravo e Canela, com livros que se tornaram sucesso do cinema e da televisão, Jorge Amado tem aqui a sua vida  recontada com elegância, precisão e fluência quase romanesca.

Nove Perfeitos Desconhecidos, de Liane Moriarty

Da autora do bestseller internacional Pequenas, Grandes Mentiras, que deu origem a uma série televisiva da HBO, chega agora um novo romance repleto de reviravoltas e com um enredo surpreendente. 

Nove Perfeitos Desconhecidos desperta a curiosidade com uma pergunta feita ao leitor: “Se alguém lhe garantisse uma transformação total em apenas 10 dias, você aceitava?” Nove pessoas aceitam. Os seus motivos são diferentes mas todas embarcam num retiro de luxo. Esperam massagens, meditação e dieta detox. Estão longe de imaginar o desafio que têm pela frente.

Uma escritora em crise de inspiração. Um casal à procura da salvação da sua relação. Uma família de três que sofreu uma tragédia familiar. Um ex-jogador de futebol que perdeu tudo. Uma mãe de quatro filhos trocada por uma mulher mais nova. E um advogado gay que se debate com um dilema impossível.

Será que estas nove pessoas vão encontrar a solução para os seus problemas? Ou será melhor fugirem enquanto podem?

27 de agosto
Nove Perfeitos Desconhecidos, Liane Moriarty
29 de agosto
Pais em Hora de Ponta, de Heather Miller

Heather Miller trabalha com escolas, crianças e pais há mais de 20 anos. Dirige a LPM Education, uma empresa de serviços educativos e desenvolvimento pessoal e profissional. Desenvolveu programas educativos que foram implementados em inúmeras escolas nos Estados Unidos. Agora, chega a Portugal com Pais em Hora de Ponta, o guia que promete ajudar as famílias no stress do final do dia.

Depois de um dia de trabalho, o regresso a casa devia ser sinónimo de descanso e convívio, mas muitas vezes acaba por se transformar num caos doméstico e familiar. Concentrando-se nas duas a três horas do final do dia – da chegada a casa à hora ideal de ir dormir – a autora sugere um método em que os pais se dedicam em exclusividade aos filhos, sem distrações.

Depois de deitarem as crianças, os pais podem dedicar-se a si próprios ou um ao outro. O resultado é uma vida com menos stress e uma família mais unida e mais feliz – nada mal em apenas duas horas por dia.

Peregrinação, de Olivier Rolin

Do original, Extérieur Monde, para o português, Peregrinação, chega a nova obra de Olivier Rolin. Um livro escrito parcialmente em Cascais, onde esteve a viver durante três meses numa residência literária. 

O romance, segundo o Observador, começa e termina nos Açores e cruza “dezenas de histórias e de viagens” num “novelo de lirismo, espanto, paixão e compaixão, amor pela literatura”. É, para além disso, uma homenagem à literatura e à língua portuguesas.

“Este livro é uma viagem através das minhas viagens, um mosaico composto a partir de dezenas de quadros, de retratos, de histórias, da China ao Chile, do Afeganistão ao Sudão. Rostos, vozes, paisagens, desenham um mundo pessoal, sentimental, às vezes trágico, às vezes divertido, que é o meu. Acontecimentos graves são aí evocados, catástrofes, guerras civis, assim como minúsculas anedotas. Este périplo da memória através dos lugares e dos tempos, que começa e acaba, por acaso, nos Açores, traça sem dúvida também, distraidamente, sem quase o querer, um retrato do autor como globo terrestre.”, nas palavras de Olivier Rolin

29 de agosto
29 de agosto

Sabia que há um passatempo a decorrer nas nossas redes sociais? Habilite-se a ganhar um kit com este livro de Rui Zink. Saiba mais aqui

Manual do Bom Fascista, de Rui Zink

Manual do Bom Fascista reúne mais de 100 lições para os leitores que pretendam ser fascistas bem-sucedidos. Quem o ajuda, nesta difícil mas importante tarefa, é Rui Zink, professor universitário e reconhecida autoridade no estudo desta ideologia que, entre 1961 e 1974, o levou, inclusive, “a fazer trabalho de campo num país em ditadura”. 

Concebido como um guião, esta obra de valor histórico incalculável inclui casos que podem ser reais. Pode ser vista como uma chamada de atenção para o crescente poder do neofascismo, convidando a uma reflexão urgente sobre o modo como todos contribuímos para a propaganda desta ideologia. Ainda assim, talvez Manual do Bom Fascista seja apenas isso, um compêndio de instruções para o ajudar o leitor a ser um fascista de sucesso. 

Se quiser ficar a saber se está num bom caminho para ser um fascista bem-sucedido, sugerimos-lhe o Fascistómetrocriado por Rui Zink

Ficou curioso?

Conheça estas e outras novidades, com 10% de desconto, na nossa livraria online. Boas leituras!