livros_novidades_bertrand Setembro 25

Tags

Os livros que acabaram de chegar

livros_novidades_bertrand

Estas são algumas das novidades que acabaram de chegar às nossas livrarias.

19 de setembro
O Jornalista Desportivo, Richard Ford
O Jornalista Desportivo, de Richard Ford

Richard Ford foi o primeiro escritor norte-americano a receber, no mesmo ano, o Pulitzer de Ficção e o PEN/Faulkner (em 1995, com a obra Dia da Independência). O Jornalista Desportivo é considerado um romance magistral, publicado pela primeira vez em 1984 e que deu ao início ao que mais tarde viria a ser chamada “Trilogia Bascombe”, projetando o autor para a primeira linha de grandes escritores americanos.

A personagem principal, Frank Bascombe, tem 38 anos, uma namorada mais nova e um trabalho como jornalista desportivo. Para muitos homens da sua idade, isso seria motivo de alegria; porém, o desespero ronda-o a cada volta, lembrando-o das suas recentes perdas: o divórcio, a morte do filho mais velho e o ruir do sonho americano – uma vida pacata, na pequena cidade de Haddam, New Jersey.

Povo vs. Democracia, de Yascha Mounk

Vamos recuar até 1989. O Muro de Berlim acaba de cair, e com ele a ameaça comunista. Francis Fukuyama decreta o fim da história: já nada poderá deter as democracias liberais. Passou um quarto de século. Em vários pontos do globo, mesmo nas democracias mais funcionais, abrem-se fissuras. 

Segundo Yascha Mounk, três transformações sísmicas explicam o fenómeno. Primeiro, a economia estagnou, e a perda do poder de compra acarretou uma maior desigualdade de rendimentos. Segundo, intensificaram-se os movimentos migratórios, agudizando o sentimento de revolta contra imigrantes. Terceiro, as redes sociais deram voz a uma série de partidos e líderes populistas que antes não tinham tempo de antena – e o que eles prometem, embora irrealizável, é o que as pessoas querem ouvir. 

É um cocktail explosivo. E os resultados estão à vista. O Brexit, ou as vitórias de Trump e de Bolsonaro são exemplos gritantes – porque mais próximos. Mas mesmo dentro da aparentemente inexpugnável fortaleza europeia abrem-se brechas – da escalada da extrema-direita na Hungria à subida ao poder de populistas nos países mediterrânicos. À nossa porta temos a Turquia, mais longe ainda a Venezuela de Chávez e Maduro ou a Índia de Modi

Yascha Mounk, considerado um dos maiores especialistas mundiais na matéria, aponta como causa o crescente divórcio entre os direitos individuais e a vontade popular – um dos combates do século: Povo vs. Democracia.

24 de setembro
Povo vs. Democracia
26 de setembro
As Filhas do Capitão

O Tempo entre Costuras deu origem a uma série de televisão na Netflix, sobre uma costureira madrilena que segue um amante até Marrocos, perdendo a sua fortuna e tornando-se espia dos aliados. Veja o trailer aqui.

As Filhas do Capitão, de María Dueñas

Depois do sucesso de O Tempo entre Costuras, chega agora às livrarias portugueses As Filhas do Capitão, uma história sobre três mulheres espanholas forçadas a emigrar para Nova Iorque na década de 1930.

O pequeno restaurante O Capitão abre as portas na rua 14, um dos enclaves da colónia espanhola que sobrevive na grande cidade americana. A morte acidental do seu dono, Emilio Arenas, obriga a que as suas filhas indomáveis – filhas também da loucura dos anos 20 – assumam as rédeas do negócio, enquanto nos tribunais se resolve a herança.

Abatidas pela súbita necessidade de sobreviver, as temperamentais Victoria, Mona e Luz Arenas abrirão caminho através das adversidades, decididas a transformar um sonho em realidade.

Baseado numa história real, este romance é também um tributo a todas as mulheres que resistem, mesmo quando os ventos sopram em desacordo, e uma homenagem aos valentes que viveram – e vivem – a aventura, simultaneamente épica e quase sempre incerta, da emigração.

Trieste, de Daša Drndic

Haya Tedeschi procura obsessivamente o filho que nasceu da sua relação com um oficial das SS. Há sessenta e dois anos, a criança foi roubada pelas autoridades nazis no âmbito do projeto de pureza racial “Lebensborn”.

A procura de Haya leva-a a fotografias, aos julgamentos de Nuremberga, a testemunhos das atrocidades e traumas da Segunda Guerra Mundial e ao massacre dos judeus em San Sabba, o único campo de extermínio que existiu então em Itália.

Um romance com uma missão, de rara coragem e de extrema força.

26 de setembro
27 de setembro
Monstros Fabulosos, de Alberto Manguel

Desde a infância, há personagens de livros que começam a fazer parte da vida de quem gosta de ler. Depois, e apesar de nós, os leitores, envelhecermos, e de elas, as personagens, teoricamente ficarem na mesma, vão crescendo connosco, sofrendo mutações, fazendo companhia a outras que vão surgindo e ganhando significado para lá dos livros de onde saíram, como amigos de longa data com quem se partilha experiências e emoções.

O bibliófilo Alberto Manguel apresenta neste livro, com erudição e humor, mais de 30 das suas personagens preferidas, desde o Jim de Huckleberry Finn ao monstro de Frankenstein, passando pela Capuchinho Vermelho ou pelo marido da Madame Bovary.

Através desta partilha, desafia cada leitor a explorar as suas relações pessoais com este tipo de “monstros” imortais e amorosos, e com o tanto que estes transportam em si da condição humana.

Com ilustrações do autor e um “monstro” português: o Mandarim, de Eça de Queiroz.

Ficou curioso?

Conheça estas e outras novidades, com 10% de desconto, na nossa livraria online. Boas leituras!