Como ler a obra completa de Shakespeare em 2020

Fonte: Ian Doescher

Existem poucos autores tão incontornáveis como William Shakespeare. Seja pela enorme influência que teve na língua e na cultura inglesas – em toda a sua obra literária, Shakespeare utilizou 28.829 palavras diferentes e inventou expressões idiomáticas que são utilizadas ainda hoje em diversas línguas -, seja pelas inúmeras adaptações que as suas peças têm sofrido ao longo dos tempos, é, indubitavelmente, um dos mais importantes nomes da literatura de todo o mundo. Perante o legado que nos deixou, de 37 peças teatrais – 10 tragédias, 10 dramas e 17 comédias –, para além de 154 sonetos, ler a obra completa do Bardo pode parecer uma tarefa monumental. Contudo, para Ian Doescher, autor de várias paródias baseadas na obra de Shakespeare, a tarefa aparenta ser o desafio perfeito para abraçar em 2020. 

É este mesmo desafio que o autor estende a todos os leitores, com aquilo a que apelidou de Shakespeare 2020 Project. Tendo definido um calendário que intercala todas as comédias, tragédias, romances e poemas do autor, propõe terminar a leitura da obra de Shakespeare, na íntegra, até ao final do ano. Se quiser participar, vai ter de se apressar um pouco para o acompanhar, uma vez que a primeira leitura, a comédia romântica Twelfth Night, já decorreu durante a primeira semana de janeiro, encontrando-se neste momento a ler a primeira parte do drama Henry VI

Contudo, poderá ter uma experiência de leitura verdadeiramente imersiva, uma vez que o autor teve o cuidado de fazer coincidir a altura do ano em que certas obras se desenrolam com a altura do ano em que as lê (por exemplo, A Midsummer Night’s Dream (Sonho de uma noite de verão) será lido na segunda semana de julho ou The Winter’s Tale (O Conto de Inverno) na primeira de dezembro). Para além de que poderá impressionar os seus amigos, dizendo que já leu a obra completa do dramaturgo mais importante da história da literatura. Aceita o desafio?

Consulte o calendário completo abaixo.

De janeiro a junho

Twelfth Night  2-8 janeiro 

Henry VI Part 1  10-16 janeiro 
Henry VI Part 2  18-25 janeiro 
Henry VI Part 3  27 janeiro-2 fevereiro

Comedy of Errors 4-8 fevereiro

Taming of the Shrew  10-15 fevereiro
Titus Andronicus  17-22 fevereiro
Romeo and Juliet  24 fevereiro – 2 março

Richard III  4-12 março
Julius Caesar  14-19 março
Two Gentlemen of Verona  21-25 março
King John  27 março – 1 abril

Richard II  3-9 abril
Venus and Adonis  13-17 abril
Hamlet  19-28 abril
The Rape of Lucrece  30 abril – 4 maio

Sonetos 1-80  6-8 maio
Othello  11-18 maio
Sonetos 81-154  20-22 maio
Love’s Labour’s Lost  26 maio – 2 junho

Pericles  4-9 junho
Cymbeline  11-18 junho
King Lear  22-30 junho

 

De julho a dezembro

A Lover’s Complaint  2 julho
The Passionate Pilgrim  3 julho
A Midsummer Night’s Dream  6-10 julho
The Merchant of Venice  12-16 julho
Much Ado About Nothing  20-26 julho

As You Like It  28 julho-3 agosto

Macbeth  5-10 agosto

Troilus and Cressida  12-20 agosto

Antony and Cleopatra  22-29 agosto
Coriolanus  31 agosto-10 setembro

All’s Well That Ends Well  12-19 setembro

Measure for Measure  21-27 setembro
Henry IV Part 1  29 setembro – 5 outubro

The Merry Wives of Windsor  7-13 outubro
Henry IV Part 2  15-22 outubro
Henry V  24-31 outubro
Henry VIII  2-9 novembro
Edward III  11-17 novembro
Timon of Athens  19-24 novembro
The Winter’s Tale  1-7 dezembro
The Tempest  9-14 dezembro
The Two Noble Kinsmen  16-23 dezembro
The Phoenix and Turtle  27 dezembro
A Funeral Elegy  29-30 dezembro

Beatriz Sertório
Coordenação Editorial: Marisa Sousa